Miro no papel e atiro em tinta minhas idéias

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Ceci N’est Pas Une Poème


Este poema não existe

São letras agindo

Como o cachimbo de Magritte

3 comentários:

Rodolfo disse...

Um poema que não existe?
a pergunta é inevitável:
o que diria Magritte?

...e a palavra oxítona não é oxítona?
coisa esdrúxula!
*rs*
Um abraço!

marilda confortin disse...

Sabe, às vezes, por gostar muito de um poema, eu não o escrevo... é meu jeito de não limitá-lo com as palavras.
Beijo

SE NADA DER CERTO EU VIRO POETA disse...

Esse lancer de não dizer
o q já está dito é fantastico!!!!
Adooooro essa jogada...